toujours je serais là pour toi, après quarante ans, après des millions d'annèes.
Eu sou complicada, pensei que você já soubesse desse pequeno fato. Eu sou estranha, dramática, as vezes me torno até chata. Quando estou de tpm, qualquer coisa me deixa com raiva, com vontade de sair gritando com todo mundo. Mas quem realmente me conhecer bem, vai saber que por trás desse muro eu sou um doce. Sim, eu sou meiga, fofa, mas finjo ser grossa por não aguentar certos tipos de pessoas. Eu sou um poço de ciumes, mas nunca demonstro de cara o que eu sinto. Eu sou completamente estranha, sinto demais, sofro demais, me entrego demais. E nem sempre entendem isso. Ultimamente eu venho me sentindo vazia, fingindo ser algo que eu não sou. Eu sinto falta de ser o que era antes, não gosto de me sentir assim, incompleta. — O Diário de Sofi.   (via expurgar)

x 753 x
x 6018 x
x 5931 x
x 1078 x
x 6333 x
x 7679 x
x 840 x